Viktória Polyáková, vencedora da vigésima quinta edição, convida os alunos a participarem da 26ª edição

Queridos estudantes,

Considero uma grande honra ter sido abordada pela Embaixada da Argentina em Praga para dirigir-me a vós e convidar-vos a participar na Convocatória da 26ª Edição do Prémio Ibero-americano.

Em comparação com o ano passado, muitas coisas mudaram em cada uma das nossas vidas. Lembro-me exatamente como terminei a minha tese há um ano. Naturalmente foi um período muito estressante, mas logo, depois de alguns dias de folga e graças à insistência do meu orientador da tese, decidi participar neste concurso. Refazê-lo levou apenas alguns dias e ajudou-me a ganhar uma nova perspetiva sobre o assunto, o que me serviu de forma significativa na posterior defesa da tese.

Hesitei por muito tempo em participar neste prestigiado concurso, mas no final fiquei muito feliz pela minha decisão. Cada trabalho traz uma nova perspetiva sobre tópicos mais ou menos familiares. É importante confiar em si mesmo e compartilhar conhecimentos e descobertas com os demais, e o Prémio Ibero-americano oferece um grande espaço para isso.

Na minha tese, concentro-me em mostrar a transição da monarquia para a república nas obras da fase realista do famoso escritor brasileiro Machado de Assis. No trabalho do concurso, decidi concentrar-me em dois romances: “Esaú e Jacó” e “Memorial de Aires”.

Estou muito feliz que o painel de jurados se interessou pelo meu ensaio e decidiu atribuir a ele o primeiro lugar. Infelizmente, não pude participar presencialmente na cerimónia de premiação. No entanto, estou muito grata pelos valiosos presentes dos organizadores: posso passar os meus dias em casa lendo literatura de qualidade de países de língua espanhola e portuguesa, e espero poder desfrutar do prémio em dinheiro para viajar em breve.

Tenho certeza de que muitos de vós vão aproveitar a oportunidade de concorrer ao Prémio Ibero-americano, uma oportunidade única de ganhar experiência na redação, fazer parte do mundo académico e concorrer a valiosos prémios.

Torço por todos os concorrentes e espero que em breve possa desfrutar da leitura dos ensaios premiados nesta nova edição.

Atenciosamente,

Viktória Polyáková

Inscrições abertas para a XXVI edição do Prémio Ibero-americano

Seguindo uma tradição iniciada em 1994, as Embaixadas dos países ibero-americanos acreditados em Praga – a saber: Argentina, Brasil, Chile, Cuba, Espanha, México, Perú e Portugal – convocam uma nova edição do Prémio Ibero-americano. Em nome de todas elas, a Embaixada da Argentina, na sua condição de Secretária pro tempore desta XXVI edição, abre uma chamada para participação dirigida a todos os estudantes das universidades checas, com vista ao concurso de ensaios sobre arte, ciência, cultura, economia, história, literatura, política e sociedade dos países ibero-americanos.

Entrega dos prémios da XXV edição do Prémio Ibero-americano

Decorreu na quarta-feira 23 de setembro, na Sala dos Patriotas na Universidade Carolina, a cerimónia solene do Prémio Ibero-americano. A XXV edição do prémio contou com os discursos do Reitor da Universidade Carolina, Tomáš Zima, da Reitora da Universidade Católica Portuguesa, Isabel Capeloa Gil, a vice-ministra da Educação, Juventude e Desporto, Dana Prudíková, e do Embaixador de Portugal na República Checa, Luís de Almeida Sampaio. A Leitora do Camões, I.P., Gilda Machado, apresentou o livro digital comemorativo do jubileu do Prémio Ibero-americano que vai ser publicado nas próximas semanas.

As vencedoras do prémio são

1.º lugar – VIKTÓRIA POLYÁKOVÁ da Universidade de Palacký em Olomouc pelo ensaio A representação do contexto sócio-político nos romances Esaú e Jacó e Memorial de Aires de Machado de Assis,

2.º lugar – KAROLÍNA STRNADOVÁ da Universidade Carolina em Praga e da Universidade Masaryk em Brno pelo ensaio Cronotopo en la narración de la novela: la concepción del espacio y tiempo en  El beso de la mujer araña,

3.º lugar – TEREZA MARKOVÁ da Universidade de Palacký em Olomouc pelo ensaio Censura literária: novas cartas portuguesas de Maria Isabel Barreno, Maria Teresa Horta e Maria Velho da Costa.

Uma menção honrosa foi atribuída a TEREZA SZTURCOVÁ da Universidade de Masaryk em Brno pelo ensaio El Festival Internacional de Teatro de Manizales y la identidad latinoamericana.

Muitos parabéns!

Agradecemos a todos os que participaram na cerimónia solene e estamos ansiosos pela próxima edição do prémio.

Extensão do prazo de apresentação dos ensaios – até 15 de Fevereiro de 2020.

Segundo a convocatória da 25.ª edição do PIBAM, amanhã, dia 1 de Fevereiro, terminaria o prazo de apresentação de trabalhos. O prazo para a submissão de ensaios para o Prémio Ibero-Americano foi prorrogado para sábado, 15 de fevereiro de 2020. Os trabalhos poderão continuar a ser remetidos para o endereço de e-mail constante na convocatória.

Inscrições abertas para a XXV edição do Prémio Ibero-americano

Seguindo uma tradição iniciada em 1994, as Embaixadas dos países ibero americanos acreditados em Praga – a saber: Argentina, Brasil, Chile, Cuba, Espanha, México, Perú e Portugal – convocam uma nova edição do Prémio Ibero-americano. 

Em nome de todas elas, a Embaixada de Portugal, na sua condição de Secretária pro tempore desta XXV edição, abre uma chamada para participação dirigida a todos os estudantes das universidades checas, com vista ao concurso de ensaios sobre arte, ciência, cultura, economia, história, literatura, política e sociedade dos países ibero-americanos. 

Convocatória XXV edição do Prémio Ibero-americano